Benefícios do Pilates

para Idosos

A população idosa, ou seja, homens e mulheres com mais de 60 anos condiz, hoje, a 13,5% da população brasileira, proporção que deve crescer a 24,5% dela até 2042, segundo projeções do IBGE, principal órgão de pesquisa populacional brasileiro.

A imagem do idoso como uma pessoa fragilizada que não pode realizar atividades domésticas e físicas, bem como não mais se comunica, se isola ou, ainda, possui dificuldades para se adaptar às novidades e às tecnologias é totalmente defasada.

Os idosos apresentam, hoje, muita vitalidade, o que se dá pelas melhorias e avanços médicos, cuidados de prevenção, interesse por novidades e maior contato com jovens, além de permanecerem por mais tempo no mercado de trabalho e, quando aposentados, procuram atividades diárias para se manterem antenados ao mundo, além de viagens.

Isto permitiu o aumento da longevidade brasileira que hoje é de 80 anos para mulheres e 73 anos para homens, o que significa que eles ainda possuem muita energia após os 60 anos e têm muito que viver.

A longevidade e a saúde dos idosos, assim como das demais pessoas, dependem da adoção de hábitos saudáveis, os quais incluem alimentação balanceada, prática de atividades físicas e consultas periódicas.

Enquanto a alimentação balanceada evita sobrecarregar o organismo com substâncias tóxicas ou nocivas a ele ao mesmo tempo em que são ingeridos inúmeros nutrientes e vitaminas essenciais ao bom funcionamento do corpo, os exercícios físicos agem ao evitar a formação de radicais livres e na prevenção do envelhecimento precoce das células.

O aumento da circulação sanguínea e dos batimentos cardíacos frutos da prática de exercícios oxigenam de forma uniforme todo o organismo e permitem o transporte de nutrientes, o que é essencial para o funcionamento de todos os órgãos.
Engana-se quem acha que atividades físicas para idosos se limitam a caminhadas leves ou ginásticas laborais e hidroginásticas. Hoje, idosos encontram inúmeros esportes e atividades disponíveis, os quais incluem de esportes coletivos à musculação, Yoga, ginástica, corridas, entre vários outros.

Dentre os que ganham cada vez mais adeptos está o Pilates, que anualmente conquista novos jovens e idosos que procuram restabelecer o equilíbrio corporal e da mente, beneficiando-se das transformações físicas que este esporte proporciona.
Neste artigo veremos o que é o Pilates, seus benefícios para os idosos, dúvidas comuns, restrições e exercícios mais indicados a eles e muito mais.

O que é Pilates?

O Pilates condiz a uma série de exercícios que seguem a técnica criada em 1920 por Joseph Pilates, um alemão que, com base em conhecimentos e movimentos provenientes da ginástica, artes marciais e da Yoga, desenvolveu esta modalidade que gera excelentes reações físicas e neurológicas aos seus praticantes.

Estes exercícios, que e baseiam no controle muscular, podem ser realizados no solo somente com o auxílio dos membros do corpo e o peso dele, ou com equipamentos e proporcionam condicionamento físico, reabilitação física e definição muscular, além de ser indicado, também, em casos de doenças psiquiátricas.

Existem mais de 500 tipos de exercícios que são oferecidos pelo Pilates e que podem ser praticados nas mais variadas intensidades, incluindo o nível básico, nível intermediário e nível avançado, de forma que a modalidade é acessível a qualquer pessoa, respeitando as capacidades, necessidades e limites individuais acima de tudo.

Os exercícios de Pilates requerem a adoção da postura correta da coluna, assim como o encaixe da pélvis, o que geralmente é feito por meio das contrações dos músculos abdominais e pélvicos.

Ainda, nenhum movimento é feito de forma passiva ou automática, sem raciocínio, mas com o uso da consciência, precisão e rigor técnico, o que é essencial para seus resultados e para evitar lesões.

Todas estas técnicas, devido ao seu efeito favorável sobre o organismo, foram alteradas com o passar do tempo ou incorporadas a outras modalidades de esporte, de forma que hoje existem vários tipos de Pilates além do original, o que auxiliou na sua popularização.

A popularização, inclusive, se deu para idosos, que encontraram no Pilates uma forma de se manterem ativos e proporcionar o fortalecimento dos músculos que perdem sua resistência com o avançar da idade e tornam os ossos mais expostos ao risco de fraturas. Some-se a isto o fato de que a prática deste esporte torna as pessoas de maior idade mais dispostas e felizes.

O idoso precisa de um espaço com profissionais capacitados e experientes na função, para dar todo o suporte necessário para que as atividades sejam realizadas da melhor forma possível, logo o espaço é de suma importância, onde podemos citar como referência o espaço VOLL Pilates Studios, localizado em Campinas.

7 benefícios do Pilates na Terceira Idade

Os benefícios do Pilates são diversos para todas as pessoas que o praticam com o devido acompanhamento de um profissional habilitado para isto, geralmente com formação nas áreas de educação física ou fisioterapia.

Dentre as pessoas beneficiadas pelo Pilates estão os idosos, independentemente de seu gênero. A seguir iremos ver alguns dos aspectos positivos da prática deste esporte por idosos.

1. Redução de Dores
É comum que idosos sintam dores nas articulações, seja pelo enfraquecimento delas e do desgaste ósseo gerado pelo avanço da idade ou mesmo por doenças reumatóides como artrite e artrose.

Todas as áreas do corpo são trabalhadas na prática do Pilates, o que permite que haja o fortalecimento de todas as articulações do organismo na mesma aula, auxiliando também no equilíbrio e estabilidade corpo.

2. Evita doenças e lesões e reabilita as já existentes
Os desequilíbrios corporais típicos da terceira idade podem ser evitados ou atenuados pela prática de exercícios de Pilates. O fortalecimento corporal permitido pelas atividades evita quedas e reequilibra o indivíduo.

Além disso, em caso da existência de lesões ou de doença que atinja o corpo do idoso, o Pilates auxilia na recuperação ou na estabilização da doença, fortalecendo músculos e articulações e protegendo os ossos. Isso ocorre pelo aumento da circulação sanguínea e dos batimentos cardíacos, o que permite a melhor nutrição de tecidos, o que é essencial ao equilíbrio interno do organismo e à recuperação de lesões.

Para cada tipo de doença ou lesão há exercícios indicados especialmente para a situação.

3. Melhora a atenção
Não é incomum que pessoas na terceira idade (geralmente em idades muito avançadas) apresentem sintomas de distração e de ausência de interesse em certas coisas. A prática de Pilates, no entanto, auxilia no desenvolvimento da atenção e da concentração, em muito porque esta é requisitada para a realização das atividades do esporte.

Além disso, com a melhor oxigenação dos tecidos (principalmente da área cerebral) somada à maior concentração de neurotransmissores como endorfina e serotonina, ele torna a pessoa mais atenta e consciente.

4. Bem estar
Esta qualidade está intrinsecamente relacionada aos neurotransmissores acima citados. A endorfina e a serotonina são responsáveis pela sensação de bem-estar e de disposição corpórea, aumentando o poder de sinapse cerebral.

Assim, a prática de Pilates por idosos os auxilia a aproveitar a vida e as alegrias intrínsecas a ela, como convívio com amigos e família, viagens, tudo com bom humor.

5. Fortalecimento muscular
Conforme já citado acima, os músculos dos idosos tendem a perder a força que tinham quando jovens, de forma que é necessário seu fortalecimento para que as atividades do dia a dia possam ser realizadas sem conseqüências negativas e que os ossos e articulações sejam protegidos.

Este fortalecimento é proporcionado pela prática de Pilates na terceira idade, auxiliando nas funcionalidades do organismo, no bom funcionamento dos órgãos e na proteção destes. Também, evita desequilíbrios musculares e aumenta a quantidade de massa magra, o que também auxilia no controle de peso da pessoa.

6. Alinhamento corporal
Não é incomum que idosos apresentem alguns sintomas físicos próprios da idade. A postura curvada e a dificuldade de realizar alguns movimentos estão entre estes sintomas.

A prática de Pilates, por sua vez, promove a melhora da postura corporal ao trabalhar os músculos e exigir do aluno que mantenha a postura correta durante os exercícios, o que é facilitado pela contração muscular.

7. Combate ao estresse
A prática de Pilates, assim como a maioria dos exercícios físicos, também é um forte combatente do estresse pelo relaxamento físico e também pela distração dos problemas típicos do dia a dia, que também afligem aos idosos, e ainda liberam os neurotransmissores já muito citados aqui.

Estas não são as únicas qualidades da prática de Pilates, mas as principais. Abaixo vamos conhecer a influência dos exercícios da modalidade por homens e mulheres, assim como responder algumas das dúvidas mais comuns daqueles que se interessam por este exercício físico.

Pilates na saúde da mulher idosa

Todas as qualidades acima citadas são concernentes aos homens e às mulheres, de forma que já resta clara a sua importância na saúde dos idosos, qualquer seja seu gênero.

Para as mulheres idosas, todo este fortalecimento, ganho de elasticidade e proteção de órgãos, articulações e ossos geram muito bem estar e qualidade de vida, principalmente por gerar efeitos diametralmente contrários aos malefícios trazidos por doenças típicas desta idade para mulheres, como a osteoporose.

Assim, a prática constante de Pilates auxilia na recuperação de funções corporais perdidas com o tempo. Também, auxilia contra a hipertensão, a depressão e a ansiedade.

Também, auxiliam no controle das alterações hormonais causadas pela menopausa, fazendo com que a mulher sofra menos com seus efeitos negativos, tais como ondas de calor inexplicáveis e irritação excessiva.

Uma vez que pode ser realizado em turmas, o Pilates também permite que a mulher idosa retome ou intensifique laços de amizades, conhecendo novas pessoas e interagindo com elas, o que traz novidades ao seu dia a dia além de aumentar a auto-estima.

Pilates na saúde do homem idoso

Assim como para as mulheres, a prática de Pilates para homens idosos é extremamente benéfica, e não só pelos motivos já indicados no tópico anterior. A correção da postura, a recuperação de lesões, prevenção do envelhecimento das estruturas corporais (como desgaste ósseo) são apenas alguns destes motivos.

Destaca-se, ainda, que o Pilates é uma prática que auxilia na prevenção de câncer de próstata, segunda forma de câncer que mais atinge homens brasileiros, perdendo apenas para o câncer de pele. Uma das causas do tumor que atinge a próstata é o enfraquecimento dos músculos pélvicos, os quais são exercitados durante as aulas da modalidade.

Além disso, a prática aumenta, também, a disposição sexual dos homens por meio da maior circulação sanguínea que, com melhor distribuição de nutrientes e hormônios, aumenta a libido, o que permite que vivam de maneira plena a terceira idade.

Dúvidas mais frequentes no Pilates para idosos

Tire todas as suas dúvidas relativas ao Pilates na terceira idade com as respostas a seguir!

As exigências do Pilates são acessíveis aos idosos?
Sim, pois as exigências do Pilates são simples. Algumas delas já foram citadas, como a necessidade de manutenção da postura corporal correta e contração de músculos abdominais e pélvicos. Além disso, a respiração deve ser diafragmática, a qual também é conhecida como abdominal, que nada mais é que a respiração “pela barriga”.

Também há exigência de que o oxigênio sempre seja inspirado pelo nariz e que o ar contendo gás carbônico seja expirado pela boca, de forma pausada e consciente, pois todos os movimentos dos exercícios devem ser notados com atenção pelo aluno.

Quanto à realização do movimento de forma correta, no Pilates destinado a idosos há análise das competências do indivíduo para que sejam realizados movimentos que sejam condizentes às suas limitações, as quais podem ser elastecidas com o passar do tempo e da prática dos exercícios, quando serão novamente analisados e alterados, se necessário.

Posso me machucar praticando Pilates?
A possibilidade de lesão existe, no entanto, fique tranqüilo, pois elas só ocorrem quando os exercícios são realizados com exagero no movimento, como na extensão ou força demasiada, assim como na realização dos exercícios com a adoção de postura corporal inadequada durante as aulas.

Tudo isso pode ser evitado com o acompanhamento por um profissional do Pilates na realização dos exercícios deste esporte. Ele, por meio de sua formação e experiência, é a pessoa mais indicada para indicar a postura correta, os cuidados com a respiração bem como as formas como os exercícios deverão ser realizados, bem como é apto para indicar as atividades condizentes a cada aluno.

Idosos com restrições físicas podem praticar Pilates?
Sim, pois o Pilates não só previne doenças e alterações físicas, mas também fortalece o organismo, podendo ser utilizado como tratamento fisioterápico na recuperação de lesões, doenças ou mesmo após a ocorrência de cirurgias.

No caso de doenças pré-existentes, o Pilates auxilia na diminuição de dores, na recuperação de movimentos e mesmo na eliminação ou diminuição do grau da doença. Portanto, além de propriedades preventivas esta modalidade esportiva também possui capacidade recuperativa.

O Pilates é indicado apenas para idosos que apresentem lesões?
Com base em todas as qualidades já citadas do Pilates, é possível se concluir desde logo que a resposta a esta pergunta é não!

Além da qualidade recuperativa, o Pilates também é um aliado na prevenção das lesões, podendo até mesmo ser utilizado como um complemento a outras atividades físicas. Portanto, com ou sem lesões idosos são pessoas a quem o Pilates é muito indicado!

Quantas vezes por semana os idosos devem praticar Pilates?
A freqüência da prática do Pilates é um fator importantíssimo, pois influencia nos resultados físicos e psicológicos do exercício.

Caso seja possível (em razão do valor e da disposição da pessoa) o idoso poderá praticar as atividades do Pilates diariamente. Uma vez que os grupos musculares trabalhados são alternados, isto não os sobrecarrega, mas tão somente permite que seu fortalecimento seja perceptível de forma mais rápida.

Indica-se que atividades físicas sejam realizadas ao menos três vezes por semana, sendo que o Pilates permite que sua realização seja duas vezes por semana, de preferência em dias alternados com a complementação do exercício com outros esportes, como caminhada.

Qual o custo para a realização de aulas de Pilates?
O valor das aulas de Pilates não é constante em todo o Brasil. O valor, portanto, dependerá do número de habitantes do local em que mora o idoso, o número de profissionais que oferecem este serviço e também a demanda destes. É possível afirma que o valor mensal das aulas parte de R$ 100,00.

Aulas de Pilates para Idosos

As aulas de Pilates são geralmente ministradas por fisioterapeutas ou profissionais do ramo das atividades físicas, os quais tem formação especial para ensinar estes exercícios.

Existem profissionais que são especializados em aulas especiais para idosos, os quais podem ofertar aulas particulares ou em grupo, os quais costumam ter até 4 alunos por turma.

Aulas em grupo podem ser variadas quanto às necessidades dos alunos e o gênero, pois existem aulas mistas ou unissex, que devem ser escolhidas com base no que deixa o aluno mais confortável.

Estas aulas de Pilates para idosos são oferecidas em diversos turnos e horários, de forma que o idoso pode escolher quais fazer com base na sua rotina e disponibilidade.

As vantagens das aulas em grupo são que os idosos podem conhecer novas pessoas, trocar experiências e até mesmo se sentir apoiados, uns pelos outros, na execução dos exercícios, tornando-se uma espécie de comunidade que divide não só as aulas, mas detalhes comuns de suas vidas. Assim, é possível se estender esse contato para relacionamentos pessoais de amizade.

Já as aulas particulares têm a vantagem de que o aluno tem a atenção especial do professor, que se foca apenas nos problemas, limitações, possibilidades e capacidade deste aluno em específico, cuidando da postura, respiração e execução de forma profunda.

Ainda, as aulas devem ser dadas por pessoas que possuem jeito no trato com idosos, que carecem de atenção, respeito e carinho. Como muitos idosos podem apresentar dificuldade de locomoção, de escuta e de fala, o profissional deve ser paciente e cuidadoso neste trato, procurando entender, sempre, o aluno.

Exercícios de Pilates para Idosos

Conforme já citado neste artigo, existem cerca de 500 exercícios de Pilates nas mais diversas modalidades, as quais incluem a Original, Contemporânea, MAT Pilates (realizado no solo com aparelhos simples), NeoPilates, Funcional, Power e outros.
Estas centenas de exercícios disponíveis são classificados conforme a intensidade, os objetivos com o Pilates e as capacidades necessárias para realizá-lo.

As modalidades de Pilates mais indicadas para os idosos são a Original e a MAT Pilates. Neles, serão realizados exercícios que procuram, principalmente, trabalhar o equilíbrio, a força e a elasticidade dos alunos.

Estes exercícios podem ser realizados com a ajuda de aparelhos, como a bola suíça, o barril, elásticos e vários outros, ou, ainda, sem o auxílio de aparelho, o que popularmente é conhecido como “Pilates solo”.

Independentemente de qual a modalidade escolhida, ela terá exercícios completamente indicados para que seja executado por idosos, independentemente de suas restrições. Ainda, a execução dos exercícios com o auxílio de um profissional é essencial para que ele possa identificar estas restrições se procurar moldar o exercício de forma que seja possível ao aluno.

A seguir iremos ver como encontrar um profissional de Pilates para idosos em Campinas e quais são os elementos mais importantes de serem observados nesta escolha.

Pilates para idosos em Campinas

Estima-se que hoje, no Brasil, existem cerca de 35 mil clínicas de Pilates. Campinas, figurando como uma das maiores e mais importantes cidades brasileiras, com grande número de habitantes e de serviços e produtos oferecidos a estes, também possui uma gama de lugares que oferecem aulas de Pilates muito grande.

Dentre estes profissionais estão aqueles que são especializados no trato com idosos, oferecendo aulas a estes, de forma exclusiva ou não, pois, conforme já citado, é possível que as turmas sejam separadas por idade ou ainda que sejam mistas.

Em caso de aulas em que são variadas as idades e restrições dos alunos, é possível que o idoso troque informações com pessoas mais jovens que podem lhe trazer novas informações e lhe auxiliar com algumas modernidades. Já em caso de aula segmentada em razão da idade, o idoso pode trocar experiências e se sentir acolhido pelo grupo que divide com ele inúmeras semelhanças.

O idoso ou idosa que tenha se interessado pelos exercícios de Pilates e que deseja realizar as aulas deste esporte para adquirir todos os benefícios trazidos por ele à terceira idade deverá realizar algumas pesquisas antes de decidir o local em que realizará a aula.

Preferências como aulas em grupo ou particulares, mistas em relação ao gênero ou unissex, de idades diversas ou segmentada em razão da fase de vida são coisas que devem ser analisadas e colocadas na balança na hora da escolha da aula de Pilates para idosos em Campinas.

A distância entre o local em que são realizadas as aulas da residência do idoso, assim como a acessibilidade (rampas, portas mais largas, elevadores, etc.) devem ser observadas na hora desta escolha. Além disto, certificar-se de que o professor de aula de Pilates para idosos em Campinas é apto para lidar com idosos e oferecer toda a atenção necessária é outro fator importante.

Com todas estas dicas você já está pronto para realizar aulas de Pilates para idosos em Campinas e aproveitar a terceira idade de forma plena e repleta de alegrias.

Ainda com dúvidas? Ligue (19) 9 8141-8962

A VOLL Pilates Studios produz tudo com carinho e qualidade para você.
Visite nosso studio e agende uma aula de pilates gratuitamente.

Rua Tiradentes, 777 – Vila Itapura – Campinas/SP